Cultura Visigótica

Homepage tipografos.netE-books ¶ Cultura Visigótica

Cultura Visigótica

Uma introdução à cultura vigente em Portugal e Espanha entre 400 e 1.100 n.E.

Por Birgit Wegemann e Paulo Heitlinger

Cultura Visigótica

Sobre esta época não existe quase nenhuma informação impressa e acessível ao grande público.

Depois de intensivas pesquisas, realizadas ao longo de seis anos, os autores revelam-nos os restos visivéis de uma cultura híbrida que integrou elementos da Antiguidade Tardia, do Paleocristianismo, dos povos germânicos (Visigodos e Suevos), da cultura greco-bizantina, assim como elementos chamados «moçárabes».

Desta confluência surgiu uma cultura sui-generis que se expressou numa forma única de Escrita, em testemunhos de Arquitectura e das Artes Aplicadas.

Conheça as Estelas de Mértola. O Antifonário de León. Os testemunhos achados em Toledo, antiga capital do reino visigodo. Os mais importantes monumentos da época, em Portugal e na Espanha.

Textos, fotos e paginação de Paulo Heitlinger. Um livro em formato digital, invulgar, reunindo vários usos: roteiro e guia de viagem, livro de estudo, compêndio de Arqueologia, fonte de material didáctico e informativo para professores e estudantes.

Interessado? Comprove a qualidade, fazendo o download do Índice de Temas e das primeiras páginas: PDF, 40 páginas (5 MB).

500 fotografias/ 400 páginas.

  • 4ª edição: 2019. Preço: 15 Euros.
Compra por Paypal — ou por transferência bancária

Mande um email ao autor Paulo Heitlinger, para obter os detalhes sobre os pormenores relativos ao download do seu exemplar pessoal.
Nesse email, indique se pretende fazer transferência bancária — ou se fez transferência via Paypal.

Deste E-book temos também uma versão em alemão: www.portugal-kultur.de/ebooks/auf-den-spuren-der-westgoten.html

Temas

Os Cristianismos / Os Cultos de Cristo / As igrejas hispânicas / Cristologia ariana / Cristologia ortodoxa / Os cristãos de Mértola / Cristologia monofísita / Conversão dos Suevos: Martinho de Dume / Frutuoso de Braga / Os Beneditinos

Os Visigodos / Godos em terras hispânicas / Iberização do reino visigodo / Toledo, capital do reino / Reis visigodos / Isidoro de Sevilha / Direito visigodo / O Código de 654 (Liber Judiciorum) / O embate do Islão / Cultura moçárabe / Os Judeus

A Reconquista / Os reis das Astúrias / Cultura material visigótica / Placas decorativas / Colunas, pilastras e capitéis / San Pedro de la Nave, capitéis historiados

Arte visigótica / Escultura: o Baixo-relevo / Cerâmica / Cruzes votivas / O Tesouro de Torredonjimeno

A Cultura dos Vândalos / O reino africano

Artesanato / Preciosas fíbulas / Fivelas ornadas, artesanato visigótico / Arqueta de San Genadio / Arqueta das Ágatas

A Letra Visigótica / Versais orientais / Decadência da letra romana / Os primeiros 250 anos da Versal visigótica / Decoração / Inscrições gregas

Formas das versais visigóticas arcaicas / A segunda letra visigótica lapidar / Lápides e inscrições em monumentos / O corpus epigráfico de Salas / Moedas visigóticas / A caligrafia monástica, os scriptoria / Escrita visigótica librária / O requinte da versal visigótica / Codex Vigilanus

Canto moçárabe / Os Antifonários

Os Beatus hispânicos / Seu de Urgell / Apocalipse do Lorvão / Pizarras visigodas / Vamos a números... / A erradicação da Escrita visigótica / A substituição do rito moçárabe

Testemunhos a Sul / Senhora da Rocha, Porches, Algarve / Basílica paleo-cristã, Mértola / Santo Amaro, Beja, com espólio visigótico / Torre de Palma / Badajóz / Mérida

Santa Maria de Melque / Toledo / Recopólis / San Vicente, Córdova / Sevilha / Tarragona / Barcelona /

Testemunhos ao Centro / Basílica de Tróia, Setúbal / São Gião, Nazaré / Conímbriga, Condeixa-a-Nova, São Pedro de Lourosa.

Testemunhos nas Astúrias / Oviedo / Santa María del Naranco / San Miguel de Lillo / Oviedo / San Julián de los Prados / Museu Arqueológico das Astúrias, Oviedo / San Salvador de Val de Diós / Santianes de Pravia / Santa Cristina. Pola de Lena / Santa María de Lebeña, Cantábria

Testemunhos em León / León / Santiago de Peñalba, León / Santo Tomás de las Ollas / San Miguel de la Escalada, Gradefes / San Juan de Baños, Baños de Cerrato, Palencia / Capela do Ciprés / Santa Comba de Bande, Galiza

Testemunhos no Norte São Torcato, Guimarães, / São Frutuoso de Montélios, Braga / Braga, Museu arqueológico / Dume / São Pedro de Balsemão, Lamego / Quintanilla de las Viñas, Burgos

Epigrafistas / Andrés Merino / Hermann Dessau / Theodor Mommsen / Emil Hübner / Estácio da Veiga / José Leite de Vasconcelos

Glossário / Bibliografia / Índice / Os autores

Introdução

Os testemunhos da cultura visigótica em Portugal e Espanha são muito fragmentados – um mosaico confuso que inclui alguma arquitectura, um pouco de artes decorativas, pouca escultura, bastante epigrafia, e preciosos manuscritos iluminados.

Estes elementos são, no seu conjunto, escassos, pouco conhecidos do grande público, mal divulgados e frequentemente mal interpretados.

Deste modo, o leitor compreenderá que não foi tarefa fácil ordenar estes fragmentos para tentar obter uma visão mais consolidada do que foi a Cultura Visigótica.

Falamos de um período começado pelas invasões bárbaras, com início em 409, e fortemente afectado pelas invasões muçulmanas no ano de 711.

Uma cultura que teve uma continuação chamada moçárabe (nos territórios sob o domínio islâmico) e uma continuação alto-medieval, nos territórios obtidos pela Reconquista.

Em termos da evolução dos sistemas de escrita vigentes na Península Ibérica a partir da época tardo-romana e até à implementação da monarquia portuguesa, não existe ainda publicação que nos mostre e interprete o corpus de inscrições e manuscritos.

Muito poucos arqueólogos e paleógrafos se têm ocupado desta matéria. A presente documentação propõe colmatar esta lacuna, para nos mostrar o que se passou no domínio dos Sistemas de Escrita durante esses 600 anos.

A letra visigótica é um tipo de escrita singular, que acompanhou a História da Península Ibérica desde o século iv até ao século xii.

Assistiu à fundação do reino de Portugal, mas, por motivos político-religiosos, foi substituída pela Escrita Carolina.

Marca a transição de um padrão estético da Antiguidade Tardia para uma caligrafia medieval. Este letra é genuinamente peninsular, pois não existiu em qualquer outra zona geográfica. Com ela se grafaram textos latinos, gregos e nos idiomas/dialectos/falares que deram origem ao galego, português e castelhano.

Para a compilação de alguns dos textos baseei-me em obras de Katherine Fischer Drew, Peter Klein, Emil Hübner, Claudio Torres, José Mattoso e Mário Jorge Barroca, assim como em textos patentes em web-sites de museus e bibliotecas de reconhecida competência e autoridade.

Paulo Heitlinger


Compra por transferência bancária — ou Paypal

Mande um email ao autor Paulo Heitlinger, para obter os detalhes sobre a forma de pagamento e os pormenores relativos ao download do seu exemplar pessoal.
Nesse email, indique se pretende fazer transferência bancária ou transferência via Paypal.

Venda do formato e-book: termos e condições

O livro é vendido em forma de exemplar personalizado, que identifica digitalmente o seu proprietário. O livro/PDF pode ser impresso pelo proprietário. Contudo, o exemplar comprado não poderá ser transferido a outras pessoas.

Vantagens do nosso formato e-book


Outros e-books

Arte Nova ¦¦ Design em Portugal, de 1870 a 1970

Os Açores, guia cultural e turistico. ¦ As Ilhas Desconhecidas

Alfabetos ¦ Layout ¦ Typeface Design ¦ Revistas para Clientes ¦

Letras dos Romanos ¦ Os Romanos na Península Ibérica

Pedra e Cobre ¦ Cultura Visigótica ¦ Livro do Sal ¦ Livrinho das Árvores

.

2019 — Copyright by pheitlinger.de